A Evolução dos Sistemas Anti-Incrustante

 

Cada operação pode ser invalidada se as seguintes regras não forem seguidas:

 

Não aplique:

 

-Em superfície engordurada ou enrugada; -Esmaltes de dois-componentes em produtos de um-componente e vice-versa (a menos que o anterior seja muito velho, 1 ou 2 anos, ou lixamento vigoroso);

-Selantes de dois-componentes em sistemas de um-componente, mesmo antigos;

-Tintas antiincrustantes duras em autopolimento (sem a prévia ação de um selante com borracha clorada);

-Antiincrustantes com metal ou tinta livre ou vice-versa (sem a prévia ação de um selante com borracha clorada);

-Preenchedor aplicado em ciclos de um-componente e aplicado diretamente na superfície (a menos que seja reacabamento bem pequeno de no máximo 5 cm2) -Produto epóxi em produto epóxi ou recoberto com tinta antiincrustante se exceder o limiar de programa de recobrimento ( a menos que seja feito o lixamento ou ancoragem)

-Apenas por razões estética tintas antiincrustantes; com cobre; branca em tintas antiincrustantes com base de cobre pois pode haver sangramento da subcamada de cobre.

 

Lembre-se de que, se as tintas antigas forem removidas não existira incompatibilidade. Assim, o que dissemos acima se refere apenas aos casos onde existe a impossibilidade de eliminar as camadas anteriores ou de lixar a superfície apropriadamente. A incompatibilidade pode ser testada também por tempo de espera (24 horas em pequenas aáreas de aplicação - 5 cm2) Como saber se a tinta anterior era de um ou dois componentes? É difícil de identificar se a tinta for muito velha (mais de dois anos). Porém, recomendamos um teste com a aplicação de thinner de poliuretano em uma pequena área. Se a área amolecer, o sistema é de um-componente.

 

Promar Tintas Náuticas - Av. Anita Garibaldi, 1223 Curitiba - PR - Fone: 41 - 3254-1502