A Evolução dos Sistemas Anti-Incrustante

 

Os ciclos de aplicação são diferentes dependendo do tipo de substrato, mas a programação é sempre a mesma: pré-tratamento - aplicação de primer - subcamada de proteção (selante) - acabamento (esmalte ou tinta antiincrustante). Antes de enfocar os substratos, revisando o que já foi dito nas seções anteriores, vamos ler com atenção algumas regras que são comuns a todos os ciclos e substratos.

 

Decisão: o que fazer, como fazê-lo, quais produtos usar e quanto tempo será necessário para fazê-lo. Estes pontos implicam uma inspeção cuidadosa do barco e o conhecimento técnico do operador para que haja uma estratégia de trabalho relevante. Se houver necessidade de mudanças durante o trabalho, uma área que merece cuidado é a "compatibilidade". Para evitar o desperdício de dinheiro, é importante fazer o trabalho de acordo com a estratégia do "princípio da viabilidade". Se "coisas" não são viáveis, é melhor nem começar. Por exemplo, se uma tinta antiincrustante é aplicada em um dia, o produto, o trabalho e o dinheiro, assim como aquele dia de trabalho, serão desperdiçados. Por isso, uma atitude prática é muito importante.

 

Taxa de rendimento/espessura: para sermos mais breves, nas páginas de informação sobre os ciclos, o rendimento e espessura totais são mostrados ao invés da aplicação de uma única camada. Os próprios ciclos definem a quantidade total de tinta (micron), assim como os litros a serem aplicados. Este princípio básico precisa ser bem compreendido: um primer é formulado para ser aplicado em uma única camada na espessura equivalente a 50 mm. o que pode ser obtido com uma taxa de rendimento prática de 6m2 /lt. Entretanto, os ciclos também definem que o substrato precisa de 200 mm, portanto 4 camadas de 50 mm serão aplicadas. Se a taxa de rendimento de uma única camada é de 6m2 /lt para 4 camadas (dividindo 6 por 4) se obtém 1,5 m2 /lt, o que é a quantidade total. O ciclo a seguir mostra 4xM, 200 mm - 1,5 m2 /lt de primer e, por exemplo, para cobrir 60 m2 serão necessários 60:6 litros, o rendimento de cada camada multiplicado pelo número de camadas (60:6 = 10x4 camadas = 40 litros), melhor dizendo 60:1,5 = 40 litros. Novamente é preciso salientar a aplicação de 40 litros e não as 4 camadas porque unicamente com a aplicação de 40 litros, o revestimento de 200 mm será obtido. As 4 camadas mostradas são aquelas que foram calculadas em laboratório. Se mais de 4 camadas forem aplicadas, isso vai significar que foram aplicadas um maior número de camadas com menor espessura, o que é ainda assim, uma aplicação adequada. Porém, se 200 mm forem aplicadas em duas camadas isto vai significar que foram aplicadas camadas mais espessas, que podem assentar ou então causar bolhas e "despregamento" (100 mm por camada com um produto formulado para 50 por camada). No caso das tintas antiincrustantes (100/120 mm) a espessura é obtida com uma taxa de rendimento igual a 6/8 m2 /lt. (matriz auto-limpante ou sólida) por camada, o que significa para duas camadas uma taxa de rendimento de 3 ou 4. Para obter a quantidade de litros a serem aplicados, a superfície a ser pintada será dividida por 3 ou 4. As taxas dos conteúdos das tintas auto-limpantes a serem aplicadas serão sempre mais altas (dividindo-se a superfície por 3), para compensar pelo auto consumo. Estes exemplos confirmam que o número de camadas é meramente indicativo.

 

Barco novo ou reabilitado: os ciclos se referem a um barco novo ou completamente reabilitado.

 

Pintura parcial: o ciclo é iniciado novamente até a área de remoção.

 

Novo revestimento/momento de lançamento: é sempre necessário mencionar as programações de tempo. Geralmente um novo revestimento apropriado acontece com 1 camada por dia (pela manhã) e o lançamento 2 dias após (exceto pelos feitos com epoxi que precisam de 7 dias).

 

Selante: é obtido com o uso de selante de borracha clorada (subcamada CR), para qualquer tipo de casco ou antiincrustante, e é aplicado em 1 ou 2 camadas, a não ser que o anterior possa ser removido ou lixado.

 

Primer epóxi: é um epoxi primer/selante e não é aplicado novamente a cada ciclo; em temperaturas de 20 graus C deve ser usado novamente dentro de 16 a 48 horas. Se o lapso de tempo entre as camadas consecutivas for maior que 48 horas, a superfície deve ser lixada, porém se a camada consecutiva de tinta antiincrustante é melhor aplicar uma camada de primer de aderência; no entanto, se for esmalte, nenhuma tinta é necessária.

 

O estudo dos ciclos para substratos individuais vem a seguir.

 

Promar Tintas Náuticas - Av. Anita Garibaldi, 1223 Curitiba - PR - Fone: 41 - 3254-1502